quinta-feira, 23 de abril de 2009

Operação aborto

Uma mulher que mesmo amargurada toma as suas decisões, sabe que o que ocorreu a filha foi uma falha que ocorre na cabeça de pessoas doentes, mas essa decisão é uma parte que pode trazer seqüelas para o futuro de sua filha. Ela está indo para o hospital para confirmar a decisão que tomara após suas reflexões. Quando encontra o médico pergunta sobre os riscos de se fazer isso em uma menina tão jovem. Na verdade uma criança que está gerando outra criança. O doutor apenas diz que é o melhor a fazer, pois a menina não está preparada para um parto e que seu útero não está totalmente formado e que certamente ela morreria no parto. A mãe sabe que se os gêmeos nascerem ela poderá sentir ódio e rejeitá-los. Então a mãe apenas confirma e volta para casa com a data marcada para o aborto. O que dizer para ela, com aquele jeito moleque que ainda brinca e com uma imensa barriga. Então a mãe toma uma decisão de ser humana e sincera com a filha, diz que ela irá fazer uma pequena cirurgia e que depois estaria tudo bem. A mãe não consegue imaginar que seu parceiro fizera algo há tanto tempo e ela não percebia praticamente nada, ela apenas sabia que escolhera um louco e não um amor ou companheiro, pois ele não tinha abusado apenas de sua filha, mas também de sua sobrinha com doenças mentais de 14 anos, não pudera imaginar como aquilo aconteceu ou acreditar no que ele disse sobre isso de que elas o seduziam. O dia da operação havia chegado então elas foram para o hospital, a mãe não disfarçou a sua tristeza, mas ficou atenta para todos os gestos de sua filha para que não se sentisse só e entendesse que ela estava presente. Os médicos chamaram-na e ela fora com a doçura de uma garote de nove anos e não como geradora de gêmeos. Os médicos a trataram com muito carinho e com muita delicadeza, mas sabiam que quem fez isso com ela não a trataram da mesma forma, esperavam uma operação delicada e complicada, por isso estavam tensos, mas ocorrera com uma tranqüilidade e ela teve uma recuperação excelente. Agora aquela mulher sabia que precisava viver o seu presente mais intensamente, mas o mais importante ela sabia que é o de aprender a decifrar os sinais de sua filha e dar mais atenção a ela.

Essa é a minha redação, apenas quero que digam-me as suas opniões. Que sejam boas ou más, apenas quero a verdade e eu vou certamente irei compreender os meus erros, pois sou humana e errar é normal.
Proposta no site www.sistemapoliedro.com.br e foto http://literatura.moderna.com.br/capas/Moderna/85-16-03624-3.jpg
Comentem.

Dor

Estou com uma dor de cabeça, que esta deixando-me assustada, pois estou acordando quase todos os dias assim melenga, tristonha, e nem tenho paciência para o computador. :(
Eu gostaria de saber se passei exame, mas nem notícias da lista de aprovados, eu estou ansiosa, mas confiante acertei 58 por cento da prova, achei ruin pelo fato de a prova estar fácil e por aquelas em que eu tinha certeza constatar outra resposta, que raiva :- (.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Mudanças

Reconheço que mudei em apenas algumas semanas, mas não posso dizer há quanto tempo, mas posso revelar que estou de uma forma mais amadurecida e menos tímida. Coisas em que eu não fazia antes agora estou fazendo com um pouco de cautela e analise. O que me fez pensar de modo diferente foi ler e questionar muito, ter as informações como ajuda e não para memorizar para os testes, isso é importante para minha vida e não apenas para o vestibular, reconheço que fiquei impaciente com o meu primeiro exame de vestibular por isso fui mal, agora estou mudada e o equilíbrio é fundamental.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Meu lindo nome

Bem a escolha de um nome é muito especial, pois pode marcar um momento importante. Bem eu não sabia até pouco tempo atrás em que resolvi pesquisar pela origem do meu nome, o significado é bem singelo e para mim foi perfeito. Evelyn vem do Inglês Alemão que significa pequena ave. O que é mais ou menos o que eu sou a filha mais nova e a que nasceu em um momento um pouco arriscado, mas com muita esperança sobrevivi, mesmo que para os médicos fosse um milagre.
=)
I am happy. See you tomorrow.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Que raiva

Estou com raiva de mim, por estar com preguiça, por estar com o braço doendo quando queria estudar como o planejado. Mas tenho que ser mais forte que a minha raiva e resolver o meu probleminha, pois bem irei ler mais dicas de como planejar meu dia e bem melhor do que faço hoje.
Tchau.